Self service BI: como aprender e ingressar na jornada data discovery | MicroStrategy
Data Visualization

Self service BI: como aprender e ingressar na jornada data discovery

A informação é o combustível da economia moderna, isso é fato. Segundo um relatório da IDC, em 2019, o mercado global de soluções de Big Data e Business Analytics movimentará cerca de US$ 189,1 bilhões. Esses números representam um crescimento de 12% sobre 2018 e mostram a saúde deste setor, que cresce impulsionado pelo interesse – ou melhor – pela necessidade das empresas em entender o consumidor, as tendências de seus segmentos e as nuances gerais no que tangem o negócio.

Aprofundando-se ainda mais nesse segmento, muito se ouve falar sobre Self-Service BI  ou Data Discovery, mas existem estudos recentes mostrando que a adoção dessas tecnologias ainda é baixa. Apenas 21% dos colaboradores dentro de uma empresa tem tirado proveito de seus benefícios. E o que mais surpreende é que estamos falando de dados levantados em nível mundial.

Claro que tem algumas empresas que insistem em disponibilizar ferramentas analíticas apenas para um público restrito, focando naqueles usuários mais experientes, conhecidos como Power Users. Outro ponto que atrasa a democratização da informação e o processo de levar a inteligência para quem precisa dela para tomar decisões – seja ela qual for – é o próprio pré-conceito de achar que só pode fazer análises quem tem um super conhecimento de TI. Preocupação essa que já não faz mais sentido.

Com as novas interfaces e ferramentas de visualização de dados que estão surgindo no mercado fica cada vez mais fácil um usuário final, sem o conhecimento de TI ou apenas com o conhecimento básico que ele aplica no seu dia a dia, utilizando seu smartphone, por exemplo, realizar análises desta natureza, a um custo baixo. Esse é self-service BI ou data discovery.

O usuário pode assim ter liberdade e agilidade apara obter a informação quando, como e onde quiser, usando diferentes meios: interface de um celular, por voz, por linguagem natural, por um “chat box”, entre outros. Ele acessa sua base de dados, seja ela corporativa ou composta por dados extraídos diretamente da internet, como por exemplo, do Google Analytics. A ferramenta permite a integração e cruzamento destes dados para que se obtenha informações valiosas para os negócios.

 

É muito rápido e fácil de aprender a trabalhar os dados, utilizar filtros e classificações que ajudam a solucionar problemas de negócios. Para te ajudar com isso, preparamos um curso online e gratuito sobre o tema. Acesse o curso “Data Discovery Journey” e comece a praticar agora mesmo.

Comments Blog post currently doesn't have any comments.