4 previsões de planejamento estratégico em dados e Analytics | MicroStrategy
BI Trends

4 previsões de planejamento estratégico em dados e Analytics

De acordo com uma pesquisa da Innosight, empresa de consultoria de gestão, a permanência média de uma empresa no S&P 500 Index era de 37 anos em 1977. Até 2027, a previsão será de apenas 12. Na atual taxa de churn, aproximadamente metade das empresas no S&P 500 serão substituídas nos próximos 10 anos. 

Um dos motivos para a aceleração nesta alternância inclui “uma complexa combinação de mudanças tecnológicas e choques econômicos, sendo que algumas destas variáveis estão além do controle dos líderes das corporações”. A pesquisa observa ainda que, muitas vezes, as empresas estão perdendo as oportunidades de mudar e se adaptar e, inclusive, algumas continuam a aplicar modelos de negócios já ultrapassados em novos mercados e, como resultado, ficam para trás na concorrência da atual orientação a dados e Analytics.

“Cada vez mais empresas líderes em seus segmentos estão produzindo dados e Analytics como uma arma competitiva de aceleração operacional e catalisador de inovação”, segundo uma nota do “Gartner Predicts 2019: Data and Analytics Strategy”. “Contudo, muitos ainda estão presos ao modelo tradicional e analógico de negócios que não considera o potencial dos dados e do analytics”.

“Outros ainda reconhecem seu potencial, mas não podem fazer a mudança cultural ou se comprometer com o gerenciamento de informações, com as habilidades avançadas do analytics e, principalmente, com os investimentos necessários em tecnologia para perceber esse potencial”, observam os autores do estudo.

Segundo um relatório do Harvard Business Review Analytic Services, denominado “Momento de virada para as empresas orientadas a dados”, do inglês “An Inflection Point for the Data-driven Enterprise”, apenas 28% das mais de 700 organizações ouvidas afirma ter a criação de novos modelos de negócios baseados em dados como um objetivo prioritário de sua evolução no sentido de tornarem-se empresas orientadas a dados.

No estudo do Gartner, os analistas destacam quatro previsões estratégicas utilizando dados e analytics que deverão movimentar as empresas:

  1. Até 2022, 90% das estratégias corporativas mencionarão explicitamente a informação como um ativo corporativo crítico e a análise como uma competência essencial;
  2. Até 2023, os dados se tornarão um fator impulsionador e necessário para os negócios, demonstrado pela inclusão formal de mais de 80% dos dados e analytics nas estratégias de gerenciamento de programas e mudanças;
  3. Até 2022, 30% dos diretores de dados (CDOs) firmarão parcerias com os CFOs para formalmente avaliarem os ativos de informações da companhia, no intuito de melhorar o gerenciamento e os benefícios das informações;
  4. Até 2023, 60% das organizações com mais de 20 cientistas de dados irão requerer um código de conduta profissional e ético sobre o uso de dados e inteligência artificial.

Você quer obter mais informações de como o uso de Analytics pode mudar a cultura de decisões da sua empresa? Confira a entrevista de Phong Le, CFO da MicroStrategy, sobre como o uso de analytics elevou os conceitos de tomada de decisões, democratização da informação e segurança de dados a um novo patamar em todo o mundo.

Comments Blog post currently doesn't have any comments.